Os Animais Merecem o Nosso Respeito

mai20

23

Na escalada da evolução humana, já passamos por todos os reinos. E os animais, assim como nós, seguem seu processo de evolução. São vidas que devem ser respeitadas, protegidas e amadas.

Todos os animais merecem o nosso respeito, assim como as plantas e os minerais. Tudo o que é vivo pertence à natureza e é digno de consideração, e nós temos que nos acostumar a ver as criaturas do mundo como seres iguais a nós, em busca de evolução.

A doutrina espírita aceita que passamos por uma escala de evolução que se inicia lá no mundo mineral, passa pelo vegetal e o animal, até alcançar o hominal. Ora, se já passamos pelo estágio de pedra, por que temos que tratar os minerais apenas como fonte de riquezas, destruindo e esgotando, descontroladamente, as jazidas naturais?

Se já vivemos como plantas, por que arrancá-las sem qualquer necessidade, simplesmente pelo prazer de destruir ou nos divertir? Elas servem ao nosso alimento, nos dão sombra e beleza, então, tenhamos mais respeito e procuremos tratá-las com carinho, sem arrancar o que não é necessário.

E se um dia já fomos cães ou gatos, por que é que os maltratamos tanto? Por que não conseguimos ver nos animais nossos irmãos em crescimento, tão dignos de amor e respeito quanto cada um de nós? Deus não estabelece privilégios entre suas criaturas, então, o que nos dá o direito de sermos tão arrogantes e acharmos que somos os melhores, os mais perfeitos e os preferidos dentre toda a obra do Criador? Deus ama a todos com igualdade: humanos e animais, vegetais ou minerais, estamos todos no mesmo patamar do amor de Deus. Somos nós que estabelecemos distinções em hierarquias e valores, não Ele.

É por isso que temos que estar atentos, sobretudo aos animais. Eles não são simplesmente coisas. Podem sê-lo para o Direito, que não tem compromisso com as verdades divinas. Os animais não têm senso moral, mas nós temos. Por isso, quando um animal machuca alguém, ele não sabe o que está fazendo. Temos o direito de nos defender e nos proteger, fazendo uso dos meios necessários. Não nos cabe, todavia, o direito de atacá-los sem motivo. Se temos senso moral, sabemos discernir entre o que é certo e errado. Logo, estamos em condições de compreender que o mal que deliberadamente fazemos a um animal não está de acordo com a noção, inerente a todo ser humano, do que devemos ou não fazer.

Temos uma inteligência mais elaborada, cabe a nós a direção do mundo, vivemos em posição de superioridade no que concerne a outros seres do planeta. Por isso, a responsabilidade é nossa. Somos nós, seres humanos, os maiores responsáveis pela evolução dos animais, sobretudo aqueles postos sob a nossa guarda. Se os tratamos bem, contribuímos para que cheguem mais rápido à individualização e, consequentemente, ao estágio de humanos. Se, ao contrário, os maltratamos, atrasamos sua ascensão rumo ao reino hominal.

Hoje em dia, lamentavelmente, há muitas pessoas que ainda não aprenderam a necessidade de respeito aos animais. Tudo bem, é preciso compreendê-las também, mas nada melhor do que o exemplo. Aqueles que mais sabem são chamados a contribuir com o esclarecimento do mundo através de suas atitudes. Assim, se nós que sabemos que não devemos maltratar os animais começarmos a tratá-los com carinho, outros também o farão, seguindo o nosso exemplo.

Já não é mais tempo de crueldade; é tempo de mansuetude e docilidade. Não precisamos compactuar com atitudes agressivas, como a exposição desnecessária de animais sofrendo torturas, passando fome, definhando ante olhares impassíveis. Não temos que deixá-los presos, amarrados, esquecidos. Muito menos abandonados. Abandonar um animal é uma atitude deveras cruel, um atentado contra a própria natureza. O animal fica assustado, desesperado mesmo, traído por aquele que, no mundo, era quem mais deveria lhe transmitir confiança.

Tudo isso gera desequilíbrio na natureza que, no futuro, deverá ser restaurado. Nenhum gesto humano passa despercebido pelas leis que governam o universo, do qual todos nós somos uma parte muito ínfima. Assim, maltratar um animal atrai consequências dolorosas para aquele que o maltratou. Ao contrário, tratá-lo bem ilumina a nossa alma, nos enche de alegria e nos torna seres muito mais abençoados.

Comentários dos usuários(23):(incluir comentario)

  1. Érika Zanoni em 28 de outubro de 2009, disse:

    Adorei a postagem !!! Sou médica veterinária e fiquei comovida com as palavras…Obrigada!!!

  2. Mônica de Castro em 29 de outubro de 2009, disse:

    Olá, Érika.
    Fico muito feliz não apenas porque você gostou do artigo, mas porque, além de veterinária, você demonstra ir além do exercício da profissão, enxergando os animais como seres espirituais que são, assim como nós. Parabéns!
    Ah! Aqui em casa temos uma gata, um cachorrinho shi-tzu e vários peixes.

  3. Juliana Araujo em 16 de fevereiro de 2010, disse:

    que linda esta mensagem… parabéns!
    sou estudante de gestão ambiental e me enche os olhos ver alguem falar assim; é tão raro hoje em dia alguém que ama e respeita a natureza e todas suas formas de vida!!
    me identifiquei muito…
    bjus…

  4. Ary medeiros em 26 de maio de 2010, disse:

    Monica é por isso que eu sou facinado por Vc.Tudo que vc escreve é muito logico e nos abrem a mente.Sao poucas pessoas deste meio que tem este perfil que vc tem. Parabéns pelo seu maravilhoso site. Já sou seu seguidor desde lá do orkut e aqui tambem faço minha presença. Estou adorando as materias que vc publica aqui.Parabéns.Beijos e mil que vc continue presente em nossas vidas nos presenteando com estes romances maravilhosos.Como dizia o Chico morre uma grama e nasce outra. Vc é a subistituta do ranking numero um de livros de auta ajuda.Tambem por motivos obvios amiga.A humildade é ainda um atribudo sustentado a poucos.Beijos

  5. Mônica de Castro em 28 de junho de 2010, disse:

    Olá, Janaína.
    É muito bom saber que há pessoas como vocês, que já compreenderam a necessidade de respeito à vida. Obrigada por tudo e beijos na alma.

  6. Mônica de Castro em 28 de junho de 2010, disse:

    Olá, Ary.
    Muito me emociona suas palavras. É gratificante saber que o meu trabalho não é em vão, porque contribuir com a felicidade das pessoas é o que me faz feliz também. Mas eu sou uma pessoa comum e estou tentando, como todo mundo, dobrar os meus defeitos.
    Beijos na alma.

  7. noemia oliveira em 27 de julho de 2010, disse:

    adorei a sua mensage!! adoro o seu trabalho leio muito o seus livros parabens felicidades e muita luz bjs.

  8. Oscar Baptista Neto em 22 de março de 2011, disse:

    Gosto de muita coisa do que escreves, mas esta creio que foi uma das melhores, adoro animais.Obrigado por compartilhar com muita gente, inclusive comigo.
    Deixo-te alguma coisa de Eisntei que por sí só já diz quase tudo…
    Forte Abraço, Paz e Muiiita Luz em Teus Caminhos…
    oscarneto1964@gmail.com
    “O mundo não está ameaçado pelas pessoas más, e sim por aquelas que permitem a maldade.”
    “Tornou-se chocantemente óbvio que a nossa tecnologia excedeu a nossa humanidade.”
    “Meço o valor de um homem pela medida em que ele se liberta de seu próprio eu.”
    “Sacrificar-se a serviço da vida é uma graça…”
    “A vida não dá nem empresta; não se comove nem se apieda…
    Tudo quanto ela faz é Retribuir e transferir…
    Tudo aquilo que nós lhe oferecemos.”

  9. Mônica de Castro em 11 de junho de 2011, disse:

    Olá, Noemia. É muito bom saber que há pessoas no mundo que respeitam os animais. Obrigada.

  10. Mônica de Castro em 11 de junho de 2011, disse:

    Olá, Oscar. Obrigada pelo seu carinho e a mensagem de Einstein. Suas palavras encerram uma grande verdade.

  11. Elaine Petena em 27 de junho de 2011, disse:

    Olá Mônica. Em se tratando de animais, não há nada melhor do que chegar em casa, depois de um dia de Hospital( sou enfermeira) e receber uma lambida, latidinhos, miados…Respeito , amor, carinho vêm sempre em dobro. Amo-os. No momento sinto muita falta de meu cachorrinho, mas sei que outro entrará em minha vida. Obrigada por demonstrar seu amor e compartilhar. Abraços.

  12. Mônica de Castro em 01 de julho de 2011, disse:

    Olá, Elaine. Realmente, adoro os animais. Tenho respeito por toda forma de vida e acho que os animais têm muito a nos ensinar. Quanto ao seu cachorrinho, com certeza, no momento certo, você encontrará outro. Perdi minha gatinha no ano passado e sei como a gente fica triste. Agora, em casa, só temos um cachorro, e é muito bom. Beijos.

  13. Lia Weber em 04 de dezembro de 2011, disse:

    Olá Mônica, em primeiro lugar gostaria de agradecer pelo seu trabalho, pois com certeza nos traz muitas coisas boas e nos tocam a alma, amo tudo o que você escreve. Bom sou protetora e ativista animal sob minha responsabilidade tenho 40 animais resgatados da rua, e é com muita tristeza que sou obrigada admitir que a cada dia que passa a crueldade contra os animais tem aumentado consideravelmente. Infelizmente as pessoas não enxergam que o mal que está fazendo a eles, na realidade está fazendo a si mesmo. Mas tenho fé nessa minha luta de 20 anos de Proteção Animal que de uma forma ou de outra conseguiremos reverter essa situação. Beijos e que Deus continue iluminando o seu caminho para que possa continuar nos presenteando com lindos romances!

  14. Mônica de Castro em 05 de dezembro de 2011, disse:

    Obrigada, Lia. E é muito bom saber que há pessoas como você, interessadas em ajudar os animais. Com certeza, você faz um trabalho divino e não foi à toa que o escolheu. É uma missão muito bonita e que lhe trará um crescimento espiritual muito grande. Beijos.

  15. roseneide em 16 de janeiro de 2012, disse:

    Ótima postagem,agora entendo melhor porque amo tanto minhas 4 cadelas.Parbens é uma honra te-la em minha pagina,obrigada.

  16. Thaís Marina em 22 de abril de 2012, disse:

    Oláaa , tudo bem ? Nunca trateei nenhuum animal mall , mais tbm nunca pensei q teer um próximo seriia tão gratificante ,muito obrigadaa por me dá essa ajuda e me fazer perceberr q mesmoo sem querer eu estava agindo de uma maneira errada …

  17. Luciana Belato em 28 de abril de 2013, disse:

    Mônica , obrigada por nos explicar com tanta clareza, magnitude e carinho. Me emocionei com seu texto e estou tranquila em saber que meus filhinhos cães estão em crescimento como eu e, se Deus quiser, logo eles estarão mais próximos de mim . Me refresca o coração em saber que esse amor que tenho por eles nunca vai morrer e que sempre estaremos próximos. Amo seus textos, você escreve com a alma e com o coração!!! Você é sensacional!!!!

  18. Giuliana em 19 de maio de 2013, disse:

    Monica, adoro tuas obras (e do Leonel) e compartilho da mesma opinião que a tua a respeito dos animais. Gostaria muito de ler uma obra do Leonel falando da vida dos animais na espiritualidade, assim como o fez o autor Marcel Benedeti em vários livros, dentre eles “Todos os animais merecem o céu”.

  19. jeovane em 24 de julho de 2013, disse:

    Parabéns pela mensagem!!!grande abraço!!

  20. Andrea Dolce em 27 de novembro de 2013, disse:

    “Sinto uma imensa Felicidade quando encontro pessoas assim ” Amei todos os artigos e, cofesso com os olhos cheios de lágrimas que tudo o que eu li, meu deu ânimo para não desanimar perante as injustiças contra esses seres tão especiais. Obrigada por compartilhar tudo isso!!!

  21. Narjara em 27 de dezembro de 2013, disse:

    Nossa é tão bom, revigorante ler coisas assim! Mensagem linda mesmo. Acredito fielmente no que disse, o respeito e principalmente o exemplo são fundamentais para a evolução natural e saudável da vida!

  22. Ilta em 20 de março de 2015, disse:

    Mônica sempre senti algo pela minha cadelinha, uma afinidade além do normal, a amo tanto que temo pelo dia do desencarne dela, por isso gostaria de saber se mesmo distantes podermos ficar juntas?Como ela tem 10 aninhos a preocupação vai aumentando a cada ano, vi uma imagem de um cão em espírito abraçando um garotinho que sentia saudades, isso acontece mesmo? Poderei falar com minha filhinha peluda mesmo ela do outro lado? Pois uma amiga diz que animais e plantas renascem no mesmo instante que morrem…Estou triste, e se ela vai para um lar que maltrata…

  23. Silvia em 22 de maio de 2015, disse:

    Parabéns. Eu sou uma defensora da causa animal.

Comentar: