A Atriz

out15

17

Tudo o que passamos deve servir para o nosso crescimento, não para o nosso desespero.

A Atriz

“O que leva uma atriz sensual e famosa a abandonar uma vida de luxo e brilho para morrer em completa solidão?  Por que motivo um jovem rico e bem-sucedido se distancia da família e se entrega, impassível, à obsessão do passado?  E que elo poderoso pode unir essas duas pessoas que, aparentemente, nada têm em comum?

Glamour e decadência caminham lado a lado nessa história que se desenvolve em dois tempos, distantes na passagem dos anos, mas próximos nas experiências e nos sentimentos ainda não resolvidos.  Ódios nascem e são desfeitos; o amor se recolhe diante da indiferença, até que a dor traz a compreensão da vida e o perdão ressurge como chave para libertar a alma dos grilhões do ressentimento.

A Atriz vivencia a violência, a raiva e a decepção, transformando a morte numa passagem para o esquecimento e fuga.  Mas morrer não é a solução dos problemas, e ela descobrirá que só com coragem e amor é que poderá encontrar o caminho para a reconciliação consigo mesma.” - Mônica de Castro


Editora Vida & Consciência

Ano de lançamento: 2009

Páginas: 515

Formato: brochura


CURIOSIDADES:

Ano em que escrito: 2005

Ordem em que escrito: 13º

Ordem de edição: 12º

Título original: A Atriz


Leia um trecho do livro:

“Completamente sem graça, Amelinha deu a mão a ele e se levantou.  Mauro começou a dançar com muito jeito, o que estimulou Amelinha.  Em pouco tempo, já estava solta nos braços dele e tirou o casaco, dançando com muita leveza, ritmo e, acima de tudo, sensualidade.  Parecia que ela nascera com o ritmo no corpo, e seu remelexo foi enchendo Mauro de admiração e desejo.

Quando o espetáculo terminou, Mauro fez um gesto imperceptível para a orquestra, que continuou tocando, e os holofotes foram direcionados para onde eles estavam, incidindo direto sobre Amelinha.  Ela esbanjava alegria e sensualidade.  Em pouco tempo, todos batiam palmas, e uma aglomeração se fez ao seu redor.  Com cuidado, Mauro puxou-a pela mão, levando-a mais para o centro do salão, e alguns homens afastaram as mesas, abrindo espaço para que ela dançasse.  De tão envolvida na dança, Amelinha nem se dava conta de que se transformara no centro das atenções.  Os homens gritavam e batiam palmas, alguns passavam a língua nos lábios, enlouquecidos com o corpo e o requebrado de Amelinha.

Em pouco tempo, o vestido colou-se a seu corpo, e seus cabelos, molhados de suor, caíam-lhe sobre os olhos, emprestando-lhe um ar selvagem e sedutor.  Quanto mais sentia o calor a invadi-la, mais Amelinha se requebrava, deixando-se dominar pelo prazer daquele momento.  Os gritos masculinos, as palmas veementes, os assobios de admiração, tudo isso contribuía para que ela se colocasse cada vez mais à vontade num mundo que tinha tudo para ser o seu.

Quando a música enfim terminou, ela encerrou a dança com um passo elegante e encarou Mauro, arfando e sorrindo ao mesmo tempo.  A explosão de aplausos que se seguiu deu-lhe a perceber que era ela a estrela do espetáculo, vestida em suas roupas simples, com o cabelo despenteado e sem maquiagem de efeito.

Olhou ao redor, confusa, e foi andando para trás, buscando alcançar a mesa a que estivera sentada com Mauro.  Os homens gritavam entusiasmados, e ela sentiu um beliscão nas nádegas, outro na coxa, e alguém alisou os seus seios.  Assustada, Amelinha disparou a correr, esquecendo-se até de apanhar o casaco.  Foi empurrando a multidão, sentindo as mãos sobre seu corpo, explorando suas partes mais íntimas, e lágrimas lhe afloraram aos olhos.”

Interessou?

curtir facebook

loja virtual

Comentários dos usuários(17):(incluir comentario)

  1. Iara Ellwanger em 15 de outubro de 2009, disse:

    Monica estava anciosa por mais um romance seu,são todos maravilhosos,amo de paixão.
    Adoro ler,sou viciada em livros.
    Te admiro muito….bjs

  2. Mônica de Castro em 29 de outubro de 2009, disse:

    Olá, Iara. Espero que você goste do novo livro. Se quiser, pode deixar sua opinião depois.
    Muita luz na alma.

  3. Tati em 11 de maio de 2010, disse:

    Oi ,Mônica tudo bem, gostaria de saber se vc está escrevendo algum novo livro agora nesse ano de 2010,adoro no meu tempo livre ler seus livros rsrs muito bom pra relaxar rsrsrs.
    Bjos :-) ****

  4. fernanda rodrigues de sousa em 07 de junho de 2010, disse:

    Oi Monica,
    Sempre leio os seus livros e eles me servem de terapia, so que ultimamente ando confundindo as coisas e as estorias se misturam aos meus sonhos e quando acordo e uma confusão até eu me lembrar que não estou na estoria e que é apenas um livro q estou lendo…rsrsr

  5. Mônica de Castro em 28 de junho de 2010, disse:

    Olá, Tati. Meu novo livro já está em fase de lançamento e o título é: “De Todo o Meu Ser”. Espero que você goste.
    Beijos na alma.

  6. Mônica de Castro em 28 de junho de 2010, disse:

    Olá, Fernanda. Não se preocupe, você não está confundindo as coisas. É que nós sempre nos vemos nas histórias, porque tivemos muitas experiências ao longo das nossas vidas. Por isso, pode ser que você tenha vivido situações semelhantes, ok?
    Beijos na alma.

  7. Patrícia Ciríaco em 31 de janeiro de 2011, disse:

    Mônica, estou super curiosa para ler mais livros seus! Li “gêmeas” ha pouco tempo e só tenho a agradecer pelo tanto de ensinamentos que consegui retirar do livro! A história é maravilhosa e prende o leitor do começo ao fim! Estou começando a ler e entender um pouco da doutrina espírita, e seus livros trazem grandes ensinamentos.

  8. Alessandra A. Sampaio em 20 de julho de 2011, disse:

    Mônica, adoro seus livros!!!!
    São todos maravilhosos!!!
    Que Deus ilumine este seu
    lindo trabalho e a sua vida.
    Abraços,
    Alessandra (Petrópolis- R.J)

  9. Mônica de Castro em 02 de setembro de 2011, disse:

    Obrigada, Alessandra. Um beijo grande na alma.

  10. Fabio Ferreira em 20 de outubro de 2011, disse:

    Esse livro é muito bom , como todos os demais seus junto com Leonel.
    Parabens Mônica

  11. Mônica de Castro em 25 de outubro de 2011, disse:

    Obrigada, Fabio. Seu comentário me deixa muito feliz.

  12. geanny em 07 de novembro de 2011, disse:

    Oi Mônica adoro seus livros mais o que mais me deixou impressionada foi a hst de Amelinha, td o seu sofrimento e o odio que sua mãe sentia por ela, gostaria de saber se vc usou outro nome para a atriz(ficticio). Pq pelo livro seu corpo foi achado em 2005, portanto ainda existem familiares de Tália vivos. Mtas vezes, somos que nem Tália, nos deixamos levar pelo nosso orgulho.
    Seus livros são maravilhosos…tdas as hts são marcantes e ensinam mto..Um grande beijo.

  13. Mônica de Castro em 05 de dezembro de 2011, disse:

    Olá, Geanny. Obrigada pelo seu contato. O nome da Amelinha é fictício, bem como foram alterados lugares e datas. Para falar a verdade, nem sei se essa história aconteceu realmente no Brasil. Beijos.

  14. Nadjja em 11 de dezembro de 2011, disse:

    O livro é maravilhoso, trabalhando e estudando consegui ler em uma semana, bela história de romance e ensinamentos.

  15. Nadjja em 11 de dezembro de 2011, disse:

    Na verdade acho q já li todos ou quase todos os livros da Monica, adoro todos, nao existe nenhum q eu nao tenha amado! A triologia da historia da Tonha, Greta, Gemeas,So Por amor, Gisele, A atriz foi o ultimo que li, recomento todos, fora os que eu nao lembro o nome agora …. muuita luz no seu caminho Monica.

  16. Ana Paula em 27 de junho de 2013, disse:

    Mônica este livro é ótimo. Que história incrível. Amo sua leitura. Obrigada por ser um instrumento de palavras sábias e tanto conhecimento. Aprendo muito com cada livro. Beijos no coração.

  17. Julie em 24 de julho de 2014, disse:

    Boa Tarde,
    Sr. Monica sou completamente apaixonada por todas as suas obras é de uma grandeza confortante,não estou aqui para questionar nada, mas andei pesquisando e não acho registros de Talia Uchoa,gostaria de ouvir da minha autora mais que favorita algo sobre.

Comentar: