Desejo

jun11

3

O que fazer quando o amor filial vira obsessão e loucura?

18

“Até onde você seria capaz de ir para satisfazer os seus desejos?

Daniela ainda era uma menina quando percebeu que não era como as outras.  Enquanto as garotas agiam de acordo com sua idade, ela tinha que lutar contra os próprios instintos e sufocar seus sentimentos mais íntimos, para não cair em tentação e revelar o seu terrível segredo.

Uma confissão chocante.  Uma vida marcada por julgamentos.  Uma história arrebatadora, que vai desafiar tabus e expor um amor obsessivo, originado em vidas passadas.”

Editora Vida & Consciência

Ano de lançamento: 2014

Páginas: 225

Formato: brochura

CURIOSIDADES:

Ano em que escrito: 2001

Ordem em que escrito:

Ordem em que editado: 18º

Título original: A Estrada da Solidão

Leia um trecho do livro:

“Durante as primeiras semanas, até que funcionou.  Mas depois, a ausência de Daniel começou a deixar-me louca.  Eu não podia viver sem ele, e fazer sexo com ele, mais do que uma necessidade, era uma questão de sobrevivência.

Até que, numa noite em que mamãe dormia profundamente, eu me levantei e saí na ponta dos pés, seguindo direto para o quarto de Daniel.  Experimentei a porta.  Não ficava trancada, para que ele pudesse ir ao banheiro se precisasse.  Papai recusava-se a dormir com ele, e só eu era constantemente vigiada por mamãe.  Desde que estivesse com ela, não podia estar com Daniel.

Em silêncio, aproximei-me da cama de meu irmão, que dormia um sono agitado, e deitei-me ao seu lado.  Ele abriu os olhos assustado, e eu colei minha boca à sua.  Imediatamente, ele me abraçou e começou a me despir, enquanto murmurava baixinho:

–          Oh! Daniela, que bom que veio!  Já não podia mais suportar…

–          Mas o que é que está acontecendo aqui? – era mamãe, que acendia a luz, ao mesmo tempo em que saía porta afora para chamar papai.

Eu me desvencilhei de meu irmão e corri atrás dela, implorando-lhe que não fizesse aquilo.  Mas ela não me dava ouvidos e continuou a avançar para o quarto de papai.  Apavorada, eu tentei segurá-la pela camisola, mas ela lutou comigo, até que se desequilibrou e caiu escada abaixo, rolando os degraus até chegar lá embaixo, o pescoço quebrado, já sem vida.

Ouvindo aquela confusão, papai correu para ver o que estava acontecendo.  Ao se deparar com mamãe morta, estirada no pé da escada, desceu correndo e começou a chorar feito louco.  Eu, penalizada, acerquei-me dele e falei com pesar:

–          Pai, sinto muito… foi um acidente.”

Assista o vídeo no youtube:

Interessou?

curtir-facebook-Biketria1

loja virtual copy

Comentários dos usuários(3):(incluir comentario)

  1. Ednailma Santos em 04 de setembro de 2014, disse:

    Monica, eu hoje fui a uma livraria aqui da cidade onde moro e vi esse livro, eu não sei como explicar mais só de pegar e ver a sinopse eu fiquei perturbada. não pelo que se trata mais não sei explicar

  2. José amría em 05 de março de 2015, disse:

    Hola Monica, me gustaría hablar con usted sobre la traducción de sus libros al español. Por privado le doy más información. Obrigado.

  3. Stephany em 26 de agosto de 2016, disse:

    Uma amiga minha encontrou esse livro por acaso na livraria da cidade e tirou uma foto da sinopse e disse que se lembrou de mim… eu gostaria muito de falar com alguém porque realmente sinto que é sobre mim e aparentemente vou falhar de novo, eu quero ajuda.

Comentar: