Fevereiro/2012

abr14

1

Pequenas mensagens para reflexão diária.

Dificilmente encontraremos no mundo alguém que nunca tenha sofrido. A dor ainda faz parte do nosso crescimento. Um dia, quando nossa crença se modificar, não precisaremos mais sofrer para evoluir, mas, por enquanto, isso ainda não acontece. Mais importante do que não sofrer é saber como passar pelo sofrimento. Precisamos estar preparados para enfrentar os momentos difíceis, as decepções e os fracassos, pois eles fazem parte da vida. Preparar-nos é não alimentar a ilusão de que as coisas terão o fim que desejamos que elas tenham. Nem sempre o que queremos é o mais indicado ao nosso crescimento. Essa é uma verdade com a qual temos que aprender a lidar. Mas, como tudo passa, a dor também será passageira, e o resultado do que vivenciamos poderá ser bem ou mal aproveitado por nós, dependendo das lições que houvermos aprendido, porque em tudo há uma lição cuja finalidade é favorecer o nosso aprimoramento moral e espiritual. Estejamos atentos às experiências dolorosas, porque com elas virá a oportunidade de nos libertarmos e não precisarmos mais passar por elas.

*****

O livre-arbítrio é uma ilusão necessária ao nosso crescimento. Deus conhece todas as nossas escolhas; nós, nao. Para Ele, nada é novidade. Se Deus pudesse ser surpreendido com alguma coisa, não seria Deus. Somos nós que desconhecemos os caminhos por onde devemos seguir, sendo colocados diante de várias encruzilhadas ao longo da nossa vida. Embora Deus saiba que direção iremos seguir, cabe-nos fazer isso sozinhos, para aprender com as nossas experiências. Não devemos temer os dilemas nem nos arrepender das escolhas que fazemos. Nem certas, nem erradas, elas são diretamente proporcionais ao nosso amadurecimento.

*****

Procure afastar-se de ambientes de fofoca. A maledicência é causa de mágoas, desentendimentos, frustrações, revoltas e ódios. Quem fala mal do outro para você, muito provavelmente, falará mal de você para mais alguém, porque falar mal não é propriamente um comentário, mas um vício. Mantenha-se longe dele e não dê ouvidos ao falatório alheio. Se for dizer algo, escolha ressaltar o que as pessoas têm de bom, não as suas falhas, porque estas, todo mundo tem. Faça do silêncio sua arma contra a maledicência.

*****

Não desperdice suas energias fazendo comentários sobre coisas ruins. O mal que anda no mundo não merece ser fortalecido pelas suas palavras. A sua inteligência é sagrada, e sua capacidade de avaliação deve seguir as diretrizes do bom-senso. Concentre o poder da sua mente e da sua fala no entaltecimento do bem, e o mal acabará desaparecendo por falta de quem o alimente.

*****

Ninguém perde quando abre mão do dinheiro em troca da dignidade. O dinheiro tem seu valor, mas dignidade não tem preço.

*****

Quando perceber que seu amigo não está em condições de ser forte, não insista para que ele seja. Isso pode piorar a situação, pois a incapacidade de superar a dificuldade, muitas vezes, gera frustração e mais angústia, fazendo seu amigo sentir-se covarde, fraco, inútil. E não é nada disso. Nesse momento, ele está apenas fragilizado. Ajude-o, ouvindo-o, dando as opiniões que ele pedir, mas sem cobranças nem rigidez, muito menos críticas ou o clássico: “eu avisei”. Seja sincero, sem machucar, modere as palavras e o tom de voz para que ele não sinta nada em você além de compreensão e amor. Você não é responsável pelo que ele está passando, mas não precisa colocar-se na posição de mecanismo de dor, ajudando a acionar as engrenagens da decepção. Não se mostre sabido nem superior. Você não precisa ser nenhuma criatura extraordinária para ajudar nem se cobrar uma maturidade que talvez não tenha. Não seja mais do que realmente pode ser. Seja apenas o que ele acredita que você é: amigo.

*****

Quando um amor vai embora, normalmente, pensamos que jamais voltaremos a ser felizes, o que não é verdade. Não devemos colocar a nossa felicidade nas mãos de ninguém. Isso é dar muito poder ao outro, e somos nós que devemos ter o poder sobre os nossos pensamentos e sentimentos. É claro que não mandamos nos sentimentos, mas podemos escolher mantê-los em equilíbrio ou não. Sofrer faz parte da perda, mas desespero não é a solução. O tempo irá curar essa ferida, como faz com muitas outras. Seja paciente, espere e confie. Aquela pessoa que foi embora talvez não volte, mas o amor que você pensa que perdeu pode muito bem retornar para a sua vida nos braços de outra pessoa.

*****

Está triste? Ponha uma música, chore bastante, até gastar as lágrimas, e depois comece tudo de novo. A tristeza não é para sempre, como a alegria também pode não ser. Mas, com certeza, ela passa, enquanto sua vida permanece. Você pode escolher entre aceitar a tristeza ou lutar contra ela e encontrar o seu jeito de ser feliz.

*****

Liberdade não é apenas o estado do ser que não está limitado em suas escolhas, ideias e no seu direito de locomoção. Mais do que isso, é o estado de quem já se desapegou das ilusões do mundo e encontra-se livre dos grilhões da culpa, do ódio, do medo, da vingança, da mágoa e do ressentimento. Só é verdadeiramente livre quem não carrega pesos na alma e no coração.

*****

Sexo não é pecado. Mesmo que a relação sexual envolva pessoas que não se amam, isso não quer dizer que seja errado. Quando há respeito e equilíbrio, nada acontece de ruim. O problema está no desperdício de energia, com a atração de espíritos oportunistas, que se satisfazem junto com o casal. Bebida em excesso, promiscuidade e vulgaridade são excelentes atrativos para essas criaturas, que estimulam, cada vez mais, o comportamento desregrado, satisfazendo suas próprias necessidades. Nessa época, então, os espíritos imaturos estão soltos, em busca de alvos fáceis a quem possam influenciar para se saciar. Não se permita transformar-se em cabide das sombras, carregando com você inúmeros espíritos desequilibrados emocionalmente. Brinque o carnaval, pule, dance, namore, beba, faça o que for preciso para se alegrar e se divertir. Mas mantenha as emoções em equilíbrio, beba com moderação e faça sexo seguro, tanto da parte física quanto espiritual, ou seja, use camisinha e não siga o caminho da promiscuidade. O carnaval acaba, mas os efeitos de suas atitudes podem demorar a desaparecer ou nunca mais passar.

*****

O preconceito nada mais é do que a forma que alguns encontram de descontar no outro suas próprias frustrações. E frustrações, todo mundo tem, mas cada um deve aprender a lidar com as suas sem apontar o dedo para ninguém.

*****

Temos que cuidar bem do nosso corpo físico, sem exageros nem neuroses. Cada um é como é, e ter um corpo saudável não significa perder a paz e o sossego em nome das convenções sociais do momento. Mais importante do que a beleza física é a iluminação da alma, que se conquista com esforço e o cultivo dos bons sentimentos. Cuidar do corpo é necessário, porque é ele quem nos possibilita viver as experiências na matéria. Mas nós não somos o corpo físico, somos muito mais do que isso. Quando deixamos essa vida, abandonamos esse corpo para ser consumido pelos vermes da terra. O espírito, contudo, não se consome, permanecendo com todos os seus atributos mesmo após a morte física. Não seja escravo do seu corpo. Use-o com respeito, equilíbrio e lembre-se de que é ele quem está a seu serviço, e não você que deve viver em função dele.

*****

No dia em que a vida for fácil, não precisaremos mais estar aqui. Ninguém fica na escola depois que aprende tudo, a não ser para ensinar os que ainda não aprenderam.

*****

O tempo é o nosso maior aliado na cura das nossas feridas. Quando tudo parecer perdido, sem saída ou esperança, tenha calma. Nada dura para sempre, nem a vida na matéria. Por que então acreditar que o sofrimento há de durar? Não tenha pressa nem se desespere. A vida trabalha em seu ritmo próprio, seguindo o curso que você mesmo escolheu. Dê tempo à vida para que ela acomode as coisas, visando o seu melhor. Mesmo que pareça que nada de bom acontece, não se engane. O melhor está presente em todos os momentos, mas precisamos nos acostumar a compreender o que é, realmente, o melhor. Às vezes, limitados pela dor e a impaciência, não conseguimos enxergar os males que acontecem para o nosso bem. Mas tudo vem no seu tempo, nem antes, nem depois. Aguarde.

*****

Precisamos aprender a nos perdoar. Sem isso, como podemos pensar em perdoar alguém ou pretender que nos perdoem? Deixar de lado o orgulho e aceitar que somos falíveis é o começo. Não perca tempo nem se perca em divagações que não lhe trarão benefício algum. Perdoe-se.

*****

O melhor lugar do mundo é a nossa casa.

*****

Não lamentemos pelo sofrimento que encontramos na vida. Lamentemos a dor que evitamos fazendo o outro sofrer com a nossa intolerância, nosso orgulho e nosso egoismo.

*****

Nada na vida pode mudar se a gente não começa a mudança por nos. Fazer uma faxina interior nos liberta de velhos conceitos e apegos, deixando-nos abertos para receber as novidades e aproveitar melhor as coisas que são realmente importantes.

*****

Existem muitas coisas prazerosas na vida, mas poucas que, realmente, valem a pena. Pense bem antes de fazer suas escolhas.

*****

Você não precisa de artifícios para driblar sua insatisfação com a vida. Fale sobre isso com alguém, seja sincero com os seus sentimentos, busque ajuda espiritual ou de um profissional. Só não use nenhum tipo de droga. Os males do espírito se curam com autoconhecimento e reforma interior. Mas, muito provavelmente, você não conseguirá se livrar dos efeitos deletérios da droga, ao menos nessa encarnação. Pense bem se vale a pena comprometer sua vida física e seu equilíbrio emocional por alguns minutos de ilusão. Os problemas não desaparecem com a droga. Ao contrário, eles só aumentam. Ao invés de ter apenas dificuldades pessoais para resolver, você ainda terá que lidar com o vício. Use a inteligência que você recebeu em favor de si próprio. Não use drogas.

*****

Sempre que vir algo perdido, que não lhe pertence, não o apanhe. Você pode não saber de quem é, mas sabe de quem não é. Se não é seu, não mexa.

*****

Ao lidar com os idosos da sua família, seja o mais carinhoso e gentil possível, principalmente na frente das crianças. Lembre-se de que os filhos seguem o nosso exemplo, e se eles o virem tratar seus pais, tios ou avós com descaso, impaciência ou crueldade, será dessa forma que eles, no futuro, irão tratar você. Os filhos crescerão à nossa imagem, portanto, faça da sua a mais correta e digna possível.

*****

O mundo está se modificando, e não adianta tentarmos conter essa onda de mudanças. Quem resiste às transformações busca um sofrimento desnecessário, já que a natureza segue o curso traçado pela energia coletiva do planeta. Muitas individualidades pensando a mesma coisa formam uma poderosa energia que não pode ser contida. Se a correnteza puxa para um lado, de nada adianta insistir em remar para a direção oposta. As mudanças são necessárias, temos que evoluir e aprender a caminhar com as nossas próprias pernas, deixando para trás as muletas que a sociedade nos oferece. Protecionismo é coisa do passado, de gente que não conhece os seus direitos e assume sua incapacidade de gerir a própria vida. Somos todos capazes. Temos apenas que aprender a nos desapegar do velho hábito de que alguém tem que ser responsável por nós. O governo não é responsável por nós, nem os políticos, nem as autoridades. A função deles é zelar pelo bem-estar e a convivência harmoniosa de todos os indivíduos, mas não nos carregar no colo para lá e para cá. Ninguém pode decidir o que é melhor para a nossa vida, senão nós mesmos. Dê um basta na inércia, no comodismo, no medo. Assuma o leme da sua vida, entre na onda das mudanças globais e prepare-se para o novo mundo.

*****

Hoje em dia, vivemos cercados por padrões impostos pelas maiorias. Ser magro é um desses padrões, e quem foge a ele fica, quase que automaticamente, fora do convívio social. Pense bem. O que forma as pessoas não é sua aparência, mas o caráter, o coração. Não se envolva na pequenez da maioria, que se ilude com a supremacia da matéria. Discriminar as pessoas só porque elas não se enquadram no estereótipo físico da magreza incondicional é, no mínimo, uma futilidade. E depois, ninguém tem nada a ver com a forma como o outro escolheu para dirigir a sua vida. Ninguém tem o direito de determinar o que é certo ou errado, bom ou ruim, adequado ou não para o outro. Não alimente mais essa ilusão. Escolha suas amizades pela beleza do coração, não pelas medidas do corpo.

*****

Quando alguém é assaltado, o primeiro sentimento é a indignação. Depois vêm a raiva e a revolta. É difícil a gente não reagir de forma negativa a situações como essa. Faz parte da nossa natureza resistir às perdas, principalmente quando elas são forçadas e, muitas vezes, acompanhadas de violência ou ameaça. Apesar da dificuldade, devemos refletir em duas coisas. Primeira: ninguém é assaltado por acaso. Não é por azar que você cruzou o caminho do ladrão. Segunda: ele é ainda um espírito ignorante e primitivo, que desconhece o que seja respeito e civilidade. Tudo ocorre por um motivo, Deus não se descuida de nós para que coisas ruins nos aconteçam. Ninguém é vítima, ninguém é algoz. Por isso, passado o momento da indignação, da raiva e da revolta, procure acalmar-se e reequilibrar-se. Faça uma oração, tente perdoar o bandido (é difícil, mas não impossível). E, o principal, acredite que você não merece mais passar por isso. Se você acreditar de verdade, da próxima vez, será naturalmente desviado do curso do assalto, seja por que motivo for. Um pneu furado, um engarrafamento que o obrigue a mudar de caminho, um esquecimento que o faça voltar à casa, qualquer coisa que, a princípio, pode parecer um transtorno, mas que, com certeza, é a forma que Deus encontrou de livrá-lo de um aborrecimento maior. Confie nisso e guarde essas verdades: Nada acontece por acaso e coincidências não existem.

*****

Existem pessoas que dizem não acreditar em Deus. Pessoas boas, de boa índole, humanas, amigas, solidárias, que fazem de tudo para ajudar sem pedir nada em troca. Elas não sabem, mas Deus está em seus corações.

*****

Acreditando sempre na vitória, o fracasso perdurará apenas por alguns instantes. Mas cuidado, a recíproca pode ser verdadeira. Por isso, eduque bem as suas crenças.

*****

Temos que começar a desconstituir certos conceitos ha muito arraigados. Por exemplo, o de que toda regra tem sua exceção. Honestidade eh a regra, mas jamais poderia admitir qualquer tipo de exceçao. Essa regra deve ser absoluta. Sempre.

*****

Nada é absoluto, apenas Deus.

*****

Não destrua o que é de todos. Os bens públicos existem para ser desfrutados por todo mundo, e é por isso que devemos cuidar bem deles, porque pertencem a todos nós. Sujar as praias, parques, praças e ruas, além de falta de educação e respeito, é também um descaso com a natureza e o próximo. Afinal, ninguém joga papel no chão da sala nem atira no quintal restos de comida ou latas. E a rua não é a lixeira da nossa casa. Quando a natureza reage, trazendo enchentes e desabamentos, temos que refletir se não tivemos um mínimo de participação, contribuindo para entupir os bueiros e enchendo as encostas de lixo. Já passou o tempo do: “que se dane, não é meu” ou “os garis são pagos para limpar”. O momento agora é de consciência. Os bens públicos são de todos e temos que aprender a usá-los de forma organizada e civilizada. E se podemos colaborar com o trabalho dos garis, por que dificultar ainda mais a vida de quem trabalha debaixo do sol para garantir que tenhamos um ambiente limpo e agradável? Pense nisso da próxima vez que for atirar algo pela janela do carro ou um papel de bala na calçada. Por perto, há uma lixeira esperando para receber o seu lixo. Use-a e a vida responderá com gratidão, assegurando que a natureza se mantenha em harmonia e equilíbrio.

Comentários dos usuários(1):(incluir comentario)

  1. Nome isabelly em 03 de maio de 2012, disse:

    lindas as mensagens

Comentar: